Instituição

Declaração sobre os Direitos dos veteranos de guerra e vítimas de guerra

A Federação Mundial de Veteranos,

    1. Recordando os nossos nobres objectivos:
       
           * Para defender os interesses espirituais e materiais dos veteranos de guerra e vítimas de guerra;
             
           * Promover a plena integração dos veteranos de guerra e as vítimas da guerra em suas respectivas comunidades, superando as consequências físicas e psico-social de guerra;
             
    2. Observa que a limitação dos direitos sociais e outros veteranos de guerra e as vítimas da guerra se tornou uma prática em muitos países e que muitas vezes a protecção efectiva desses direitos está no nível mínimo;
       
    3. Assinala que os veteranos da Segunda Guerra Mundial são de uma idade avançada e que o maior esforço é necessário para facilitar a assistência material e de saúde social;
       
    4. Indica também que os participantes em conflitos mais tarde, em diferentes partes do mundo, após a desmobilização, a necessidade de um maior apoio na resolução de muitos problemas de subsistência: assistência médica e reabilitação, emprego, habitação e pleno retorno à vida civil;
       
    5. RECORDANDO o compromisso 4 alínea g), adoptada pela Cimeira Mundial para o Desenvolvimento Social (Copenhague 6-12 Março de 1995), que obriga os participantes da Cúpula "promover a protecção social ea integração plena na economia e na sociedade de veteranos, incluindo veteranos e as vítimas da Segunda Guerra Mundial e outras guerras ";

       E, portanto,
       
    6. Exorta os Estados-Membros das Nações Unidas a tomar medidas de urgência que prevê:
       
           * Melhoria e actualização da legislação relativa aos veteranos de guerra e vítimas de guerra;
             
           * Segurança social, assistência médica e outros benefícios relevantes;
             alívio do sofrimento das consequências psico-social da guerra e da integração dos
           * Veteranos de guerra e as vítimas da guerra na sociedade;
             
           * Assistência adequada aos ex-funcionários de manutenção da paz e operações semelhantes, antes, durante e após a missão.
       
    7. Declara-se disposta a continuar a cooperar nesta matéria com as Nações Unidas os Estados-Membros em nível nacional e internacional.

24a Assembleia Geral
Joanesburgo (África do Sul), 5 de Dezembro de 2003


Fonte: Federação Mundial de Antigos Combatentes (FMAC)

Apresentação da FMAC

“Ninguém pode falar mais eloquentemente para a paz do que aqueles que lutaram na guerra”

A Federação Mundial dos Antigos Combatentes é uma organização não-governamental internacional que congrega as associações daqueles que experimentaram os sofrimentos da guerra, lutando lado a lado ou se enfrentando no combate, e que querem contribuir para o estabelecimento de um Mundo mais calmo, livre baseado nos princípios da carta das nações unidas e na carta internacional dos direitos do homem.

Nós, membros da FMAC, estamos agindo:

- para a paz e segurança internacional, desarmamento, prevenção do conflito e o estabelecimento calmo das disputas.

- para o edifício do diálogo, da compreensão e da confiança entre beligerantes anteriores, e para a preparação das comunidades e das sociedades para a vida na paz.

- para o respeito de direitos humanos, de liberdades fundamentais e da lei humanitária internacional, como determinado em instrumentos internacionais.

- para o desenvolvimento sustável, o progresso social e a solidariedade internacional.

- para a reetegração dos veteranos de guerra e de vítimas da guerra em suas comunidades respectivas, porque a melhoria de suas condições da vida e para a acessibilidade do homem construiu o ambiente.

A FMAC foi fundada em 29 novembro 1950 em Paris por veteranos de guerra, por lutadores da resistência, por deportados anteriores e por prisioneiros de guerra de seis países.

Em consequência do geo - as mudanças políticas no mundo e nos conflitos que, infelizmente, ocorreram desde o fim da segunda guerra mundial, a FMAC incluem agora 170 associações, aproximadamente 27 milhões de indivíduos) em 84 países nos cinco continentes.

A Associação dos Deficientes das Forças Armadas (ADFA) é associada e membro de pleno direito da Federação Mundial dos Antigos Combatentes (FMAC).

 

Está em... Inicio Instituição Federação Mundial de Antigos Combatentes