Associação dos Deficientes das Forças Armadas Uncategorised

Bar/Restaurante da Sede Nacional da ADFA

 

Bar/Restaurante da Sede Nacional da ADFA

(agora explorado pela ADFA)

 

 

Vem ao Bar e ao Restaurante da ADFA!

Na Sede Nacional há espaços para refeições e convívio onde podes almoçar ou tomar um café com a tua Família e Amigos.

No Restaurante Self-Service, no piso 0, há lugar para mais de 100 pessoas. Está também disponível uma sala mais pequena (para refeições com grupos mais reduzidos). Diariamente, degusta uma ementa completa e variada, com possibilidade de escolha entre dois pratos, que inclui sopa, pão e sobremesa. Preços simpáticos e refeições de qualidade.

No Bar situado no piso térreo (-1), grande variedade de bebidas espirituosas e digestivos, café, bolos e salgados diversos. Ponto de encontro privilegiado para os associados que pretendam conviver durante o dia.

Todos os dias úteis, entre as 8h30 e as 17h30, podes viver a ADFA em alegres momentos de convívio à volta de uma refeição ou de um café.

Não percas a oportunidade de beneficiar destes espaços associativos que a ADFA reservou para ti e para quem vier contigo. Traz um amigo também!

 

Redução/suspensão do 13º e 14º mês aos deficientes abrangidos pelo EA

Comunicação Interna Nº 013/GOS/2012

De: Direcção Nacional

 

Para: Associados/ Delegações/MAGN/CFN/CN/Grupo de Estudos Consultivos/ Conselhos de Reabilitação, Jurisdicional e Económico

 

Data: 20 de Novembro de 2012

 

 

 

ASSUNTO: Redução/suspensão do 13º e 14º Mês aos deficientes abrangidos pelo E.A.

 

Caros Associados

Camaradas e Dirigentes

 

Como é do conhecimento de todos, a Direcção Nacional, de acordo com as orientações emanadas da Assembleia Geral Nacional e do Conselho Nacional, defende, com toda a convicção, a não aplicação, aos Deficientes em Serviço, das normas consagradas nos n.º 1 a 5, do art.º 25.º, da L 64-B/2011, de 30DEZ (redução/suspensão do 13.º e 14.º mês).

 

Esta questão foi amplamente apresentada pela Direcção Nacional e Delegações à Comissão Parlamentar de Defesa Nacional, em reunião conjunta, realizada na Sede Nacional, a 11 de Julho de 2012, tendo sido já anteriormente apresentada ao Ministério da Defesa Nacional.

 

A Direcção Nacional, de novo, reivindicou junto do Gabinete do Ministro da Defesa Nacional e Secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional e da Comissão Parlamentar de Defesa, no quadro da discussão do orçamento rectificativo para 2012 e da discussão da Lei do OE para 2013, a resolução desta matéria, entendendo inequivocamente que as pensões auferidas pelos deficientes militares e viúva têm carácter indemnizatório e por isso não podem estar sujeitas a nenhum corte.

 

Reafirmamos, uma vez mais, que o sentido nacional da ADFA, Sede e Delegações, é o alicerce da afirmação da nossa Associação e reforça a coesão para a defesa do direito às reparações morais e materiais que nos são devidas por Portugal.

 

É necessário acabar com esta injustiça.

 

A ADFA está solidária com todos os associados (Deficientes em Serviços e Viúvas) que, nesta hora, estão a perder direitos, com consequências graves na sua qualidade de vida.

 

Acreditamos na força da ADFA que se manifesta na participação associativa, reiterando aqui o nosso empenho, em conjunto com todas as Delegações, continuando a lutar até vencer este obstáculo, como aconteceu com a resolução da questão do IRS (Deficientes em Serviço), que se materializou com a prolação do Despacho n.º 547/2012-XIX, pelo Secretário e Estado dos Assuntos Fiscais, em 02NOV2012.

 

Convidamos todos os associados a participarem no acto eleitoral para o triénio 2013-2015, a realizar no próximo sábado, dia 24, reafirmando com o seu voto a afirmação cívica do nosso Querer Associativo!

 

 

 

A Direcção Nacional da ADFA

 José Eduardo Gaspar Arruda

Presidente

38º Aniversário do 25 de Abril

38º Aniversário do 25 de Abril

Conferência proferida pelo Capitão de Abril, Coronel Mário Tomé

 

20 de Abril, pelas 15H30

Sede Nacional – Auditório Jorge Maurício

Está em... Inicio Uncategorised