Notícias

Lisboa Corre Pela Paz 2015

 

 

 

 

 

Mensagens

LISBOA CORRE PELA PAZ 2015

 

 

“O Instituto Nacional para a Reabilitação, I.P. saúda a Associação dos Deficientes das Forças Armadas (ADFA) e a Liga dos Combatentes (LC) pela organização da corrida e marcha/caminhada pela Paz no âmbito do Dia Mundial da Paz. Os associados da ADFA e da LC sabem perfeitamente o valor inestimável da Paz, que é efetivamente o bem mais precioso da humanidade. O caminho para a inclusão, para a igualdade de oportunidades e plena integração na sociedade de todos os cidadãos só é possível em ambiente de Paz entre os povos”.

 

Presidente do INR,

 

Dr. José Serôdio

 

 

 

A paz só é possível com desenvolvimento, equidade e dignidade. A paz só é possível se para ela trabalharmos dia a dia.

Vereador dos Direitos Sociais, Dr. João Afonso

 

 

Por causas como a Paz todos não seremos demais!
Das formas mais diversificadas, nos modos mais ou menos impactantes, todas as ações que visem sensibilizar, apelar e dar visibilidade à necessidade de pacificar o mundo só podem ser enaltecidas e apoiadas, reconheceremos sem qualquer pejo que enquanto o desiderato de reconciliação do humanidade nos diferentes hemisférios do planeta não for atingido todos os esforços que se possam levar a efeito em torno do almejado desenvolvimento económico e social estarão seriamente comprometidos senão mesmo inviabilizados. Razão pela qual se saúda a realização do evento “Lisboa corre pela Paz/Marcha-caminhada dos combatentes pela Paz”.


Humberto Santos
Presidente Comité Paralímpico de Portugal

 

O atletismo é uma modalidade que, pelas suas características, congrega
mais praticantes e simpatizantes em todo o mundo. A prática, formal ou
informal, é fácil, não exige meios sofisticados, por isso é uma modalidade
aberta a todos. Este ecumenismo desportivo faz com que a prática do
atletismo seja um veículo de excelência para a promoção de ideais e de
mensagens de cariz humanitário. Saudamos esta iniciativa da ADFA.
Regozijamo-nos que o atletismo veicule uma mensagem tão forte como a
da paz ao nível mundial. Apelamos à máxima participação. Bem hajam
pela vossa iniciativa.

Jorge Vieira

Presidente

“Não pode ser apenas Lisboa a Caminhar pela Paz, tem de ser o Mundo inteiro. O envolvimento de todos, sobretudo o testemunho dos que têm maiores dificuldades, daqueles que sentiram na pele o conflito, pode fazer toda a diferença em prol de um futuro melhor.

Caminhemos, que caminhando se transforma o mundo. Caminhando também se constrói a Paz.”

 

Ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social

 

Dr. Pedro Mota Soares

 

 

 

A comemoração do Dia Mundial da Paz oferece uma oportunidade redobrada para reafirmar o compromisso com as vias pacíficas para a resolução de controvérsias, para privilegiar o diálogo como caminho para a construção de uma sociedade internacional assente no respeito pelo outro e pelas diferenças e, igualmente, como momento para homenagear todos aqueles que não foi possível, no passado e no presente, poupar ao flagelo dos conflitos armados. Neste sentido, a Junta de Freguesia do Lumiar deseja as maiores felicidades e empenho para a edição de mais uma caminhada e marcha pela paz. 

 

 

 

Pedro Delgado Alves

 

Presidente da JFL

 

A Paz não é apenas a antítese da guerra. É segurança, é conforto, é bem-estar, é ter a família e os amigos bem perto. É não ter medo, não ter fome, não depender.

 

A paz é o lugar onde moram todas as nossas pequenas felicidades, a nossa serenidade, a nossa dignidade.

 

Hoje como ontem, a Associação Portuguesa de Deficientes está ao lado de todos os que defenderam e continuam a defender esse lugar precioso para toda a humanidade.

 

Lisboa, 12 de Agosto de 2015

O Secretariado Executivo da

Direcção Nacional

A Presidente

Ana Sezudo

 

 

 

"Num tempo em que se esbate a fronteira entre a política por meios de guerra e a paz, e proliferam o negócio e arsenais , nucleares e convencionais, fora do contexto das Nações e dos Estados, a paz exigida pelos povos assume um papel da maior relevância, em que todos os cidadãos do mundo devem demonstrar de uma forma inequívoca a sua vontade de preservar os valores da vida, da Ética e da coexistência pacífica no trajeto universal e milenar da Humanidade. Como Presidente exortarei todos os atletas e adeptos de Corfebol e todos os amantes da paz a se juntarem à iniciativa “Lisboa corre pela Paz/Marcha-caminhada dos combatentes pela Paz”, no dia 27 de setembro, para assinalar o Dia Mundial da Paz, declarado pelas Nações Unidas.
14 de Agosto de 2015

Mário Almeida
Presidente, FPC".

 

 

“A Paz, como legítima e justa aspiração da humanidade, não é unicamente a ausência da guerra enquanto expressão violenta e brutal da conflitualidade armada. A Paz não será autêntica se não tiver como fundamento a justiça. A Paz justa só existe se for baseada na igualdade dos homens e dos povos, na dignidade e maior equilíbrio na distribuição dos recursos, no respeito pela liberdade e pelos direitos humanos. Por isso, o caminho apontado é o desenvolvimento, novo nome da Paz, encarado não apenas do ponto de vista económico e social, mas também numa perspectiva ética e cultural, assegurando a realização plena do homem, a cooperação e a solidariedade e a convivência pacífica entre os povos. A Paz é um objectivo nobre que nos deve mobilizar para todos os combates. É neste entendimento que reside a nobreza e a força desta marcha pela Paz.”

Com os melhores cumprimentos e elevada consideração pessoal, 

Carvalho dos Reis

 

 

 

Tal como a vida no mar, a Paz não vem apenas daquilo que somos, mas sim daquilo que fazemos. A Marinha deseja a todos os participantes uma boa Marcha pela Paz.”

 

Com os melhores cumprimentos,

 

O SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO, INFORMAÇÃO E RELAÇÕES PÚBLICAS

GABINETE DO CHEFE DO ESTADO-MAIOR DA ARMADA

 

 

A Força Aérea Portuguesa tem, ao longo da sua história, sabido cultivar os mais altos ideais de serviço Público, sempre focada no Bem Comum e, consequentemente, na garantia da Paz e da Segurança da Comunidade em que se insere, pelo que não pode deixar de se associar a esta iniciativa da Associação dos Deficientes das Forças Armadas, desejando-lhe um pleno sucesso que possa, desse modo, contribuir para o tão nobre e almejado objetivo da Paz Mundial.”

 

Chefe do Estado-maior da Força Aérea

General Araújo Pinheiro

 

 

 

“Celebrar o Dia Internacional da Paz é relembrar que só na Paz é possível garantir a liberdade, a solidariedade e a esperança.Felicito, pois, a Associação dos Deficientes das Forças Armadas e a Liga dos Combatentes porque a iniciativa de celebração deste dia partir de ex-combatentes é bem significativa uma vez que eles, mais que ninguém, conhecem o valor inestimável da Paz.”

 

António Ramalho Eanes

 

 

Correr pela Paz, mais do que um desafio físico… deve ser encarado como um desafio maior: um desafio de todos, um compromisso alargado e assumido por toda a sociedade. Correr pela Paz é um esforço de propagação de valores como a Liberdade, a Justiça, o Amor e a Felicidade: na verdade, a opção livre de correr e superar dificuldades para se atingir um objetivo representa a essência de uma tão nobre corrida como esta… a da Paz.

 

Boa sorte a todos os atletas e bem-haja à ADFA pela promoção da iniciativa.

 

Ana Valente

 

Jornalista

 

Informação TVI/TVI24

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Atualizado em 17-09-2015

Está em... Inicio Notícias Lisboa Corre Pela Paz 2015